domingo, 28 de dezembro de 2008

Campos agradece


Fechando os seus 4 anos, após a criação da Taxa de Iluminação Pública, o Governo Municipal acaba de dar mais um presente para Campos. Aumentou a água. Esperamos que a Rosinha, como uma das suas propostas durante a Campanha, faça a revisão do Contrato com a Águas do Paraiba.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

MAO TSE TUNG


Neste dia, em 1893, nasceu Mao Tse Tung, mais tarde Presidente da República Popular da China e responsável por milhões de chineses mortos.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Nova Campanha do Desarmamento


Está por acontecer uma nova Campanhado de Desarmamento. Muito simples, você cidadão de bem, que só utilizaria sua arma em última instância, pega o seu brinquedo fatal e leva à Polícia e pega uns trocados pelo gesto. Tudo muito bonito, muito funcional. Aí, fica a indagação, quando é que vão começar a Campanha do Desarmamento do Bandido. Quando é que vão criar um cinturão nas fronteiras, aeroportos e portos para evitar que novos trabucos entre no nosso território. Se não, dessa maneira vai ficar muito fácil para os marginais. Imaginem duas cenas - CENA 1 (isto já aconteceu algumas vezes), um ônibus de sacoleiros é interceptado em uma rodovia. Os ladrões entram no veículo, fazem uma limpa (relógios, celulares, dinheiro) e depois põem fogo no coletivo, com todos dentro. CENA 2. O mesmo coletivo é interceptado em uma rodovia. Dentro do ônibus, 42 passageiros, todos armados. Fica a pergunta - os marginais teriam peito para fazer o assalto? Logicamente existe aí toda uma questão muito complexa, que envolve legislação, mas também traz ao debate a ausência de mecanismos sérios para dar proteção aos desarmados. Em relação à última Campanha, os resultados não foram tão convincentes, assim. Não pode ser um tiro pela culatra, bem na cara do homem do bem.

O último que sair acenda a taxa


Depois de 4 anos sem produzir sequer uma lei de interesse da população, a Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes fez a sua gracinha. Aos 45 do segundo tempo, bem na hora do último que sair apague a luz, fizeram um agrado para os proprietários de imóveis da cidade. Através da Lei 8066/2008, criaram a Taxa de Iluminação Pública. Além disso, o que mais vocês sabem fazer?

Qual será o compromisso a ser assumido?


Logo, logo, vão acontecer as solenidades de posse dos novos vereadores eleitos. Qualquer leigo, por menor que seja a sua capacidade de analisar o processo eleitoral sabe que em qualquer cidade do país, para se eleger vereador, o item principal nesse projeto é o recurso financeiro. Não aquele que aparece oficialmente nas prestações de contas, que nem sempre corresponde à realidade de toda a movimentação durante a campanha, envolvendo cabos eleitorais, combustível, mídia, gráficas e principalmente o que ocorre no dia da eleição. A constatação é que qualquer um candidato que optar pela garimpagem do voto ideológico vai dar com os burros nágua e vai figurar na rabeira dos resultados da urna, correndo o risco de ser ridicularizado e chamado de ruim de voto.

Aí, aparecem as "novidades" de nomes das urnas, até então praticamente anônimos, sem envolvimento com movimentos sociais e outros procedimentos da sociedade civil organizada. Não é necessário citar nomes, a maioria de nós sabe de vários deles. Ao analisar nome por nome dos eleitos, muitos deles tem alguma coisa a ver com a máquina pública, seja na engrenagem municipal ou estadual ou a grupos econômicos e/ou financeiros. Em ambos os casos, nos bastidores são celebrados os acordos, dos quais é arriscado fugir deles, e na justa razão esse comprometimento, cumplicidade ou aliança pouco ou nada tem a ver com o interesse da população. No exercício do mandato, a fatura certamente será apresentada e a cobrança muito severa.

Infelizmente a memória da população é curta. Mas aquele eleitor que tiver um pouco de paciência ou interesse poderá constatar isso no decorrer dos próximos 4 anos, ao acompanhar o desempenho dos eleitos. A população de Campos, principalmente aquela que não vendeu o voto não poderá ficar calada e de uma forma minimamente organizada, deverá manifestarl-se seja no plenário da Câmara ou através daqueles eventos semelhantes ao "Chega de Palhaçada". Um facilitador é a expansão da Rede Blog.

Miopia, surdez - o PECado do Senado


Há muito tempo que a mídia nacional (aquela cujo verbo ainda não foi amordaçado pela verba) tem anunciado a total desfiguração das características e comportamentos daqueles que se lançam na missão de representar e defender os interesses a população. Em praticamente todas as casas de leis do país, sejam nos municípios nas assembléias e no Congresso, as suas ações tem gerado muita frustração nos seus eleitores, se é que eles ainda lembram em quem votaram nas últimas eleições.

Específicamente nas Câmaras Municipais, com pouca exceção e independente da sua quantidade, quando os vereadores não estão envolvidos em escândalos de corrupção ou desvios de conduta, a produção é pífia e as suas tarefas nas poucas horas que se reunem se restringem a dar nomes às ruas, títulos de cidadania ou a aprovar sem nenhuma ressalva as contas do Executivo, apesar das evidências apuradas pela Polícia Federal e Ministério Público.

Fora isso, quase sempre mergulham em um sono e silêncio sepulcrais, abdicando de vez de uma de suas funções importantes que é a produção de leis em favor da população, já que a fiscalização do Prefeito quase sempre se perde nos acordos para a maioria da base de apoio e governabilidade.

Quando o que se ouve nas ruas é que o que se deve melhorar é a qualidade moral e de desempenho dos seus membros, vem o Senado, em total falta de sensibilidade, na contramão do clamor popular e vesguice surda e aprova um Projeto de Emenda Constitucional (PEC-20) que aumenta a quantidade dos vereadores.
Quando a população volta o olhar para os Tribunais, como último refúgio para os seus reclamos, quase sempre as decisões vem no sentido de eliminar as suas esperanças.
Em Campos, a expectativa é que essa relação Executivo/Legislativo/População e outros organismos de fiscalização e controle melhore em muito. Houve uma sensível renovação dos membros da Câmara e os compromissos da nova Prefeita se encaminham na direção da recuperação dessa imagem.

Se isso não ocorrer, resta à população, a exemplo da rede blog, fazer a cobrança. A ocasião é excelente a partir do momento em que o Ministério público Federal e Estadual, através dos seus heróicos representantes no município tem dado demonstração de querer a moralização do cumprimento do que é lei e das obrigações.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL


O Blog Conversando deseja que o espírito do menino Deus inunde de amor e solidariedade todos os corações, principalmente dos campistas, para que essa a alegria e a fartura presentes nesta noite sejam ampliadas para todos, pois isto é possível, desde que façamos a cobrança aqueles que tem a responsabilidade de administrar nosso rico município. E veremos que isso é possível. Feliz Campos! Feliz Natal!

VASCO DA GAMA


Neste dia, em 1507, faleceu em Coxim, na Índia, o navegador português Vasco da Gama.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O CUSTO BENEFÍCIO QUE NÃO COMPENSA


A Câmara dos Deputados barrou a PEC-20, aprovada pelo Senado Federal e que autorizava o aumento do número de vereadores. Como o texto foi alterado, o projeto terá que ser votado novamente e alguns ítens que foram deixados de lado pelos senadores terão que ser levados em consideração, como o custo dessa alteração. No caso específico da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, o seu número seria alterado para 23. Aí fica a seguinte indagação. Valeria a pena, quando o que se deve priorizar não é quantidade e sim a qualidade. As últimas atuações dos nossos vereadores, com algumas poucas exceções, não empolgam a sociedade e o eleitor. Dar nomes à ruas, títulos de cidadania e um silêncio sepulcral diante dos fatos, é muito pouco. É também lamentável a atitude dos senadores aprovando esse aumento em plena madrugada. É hora do eleitor cobrar daquele senador em quem ele votou nas últimas eleições.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

BEETHOVEN


Neste dia, em 1770, nasceu Ludwig van Beethoven, porventura o maior genio universal na música.

domingo, 14 de dezembro de 2008

ESGOTO A CEU ABERTO



Em 1996, a Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, através da sua Câmara de Vereadores, privatizou os serviços de distribuição, tratamento e coleta de água e esgoto do Município de Campos dos Goytacazes, até então por conta da Estatal CEDAE. Houve alguma melhora, é claro que houve. Mas havia naquele contrato um compromisso paulatino da coleta e do tratamento do esgoto da cidade. Todavia, essa concessão até hoje ainda não foi muito bem explicada pelos vereadores, alguns deles ainda no atual cenário político. Esse assunto, quando suscitado poucos políticos tem interesse em aprofundar-se nele e a sociedade fica na condição de nunca ou ser a última a saber.

Alguns temas específicos, como prazo da concessão,seu valor, área geográfica da sua abrangência e, por aí, vão aparecendo alguns assuntos inconvenientes e até ruborizantes. Mesmo guardados sob um imenso sigilo, o que escapou dessa negativa por parte dos políticos em explicar já são do conhecimento de parte da população, mesmo com várias dúvidas.

Como exemplo, poderíamos citar que na sua concessão, existia uma obrigação por parte da empresa Concessionária Águas do Paraiba, em cuidar desse segmento de prestação de serviços em todo o Município. Mais tarde, parece que na calada da noite, a Câmara Municipal alterou cláusulas desse contrato, restringindo a sua área de atuação exclusiva para o perímetro urbano, o que por si só já é subjetivo, tendo em vista o avanço dos espaços urbanos, em direção aos mais distantes limites do Município.

Outra questão que tem que ser explicada, por não estar muito clara, é a relação que existe entre o poder concedente e a empresa concessionária, com os dois entes se confundindo na obrigatorieda da construção de novas redes de coleta e distribuição de água e esgoto, como também das ETA's (Estações de Tratamento de Esgoto). Essa dúvida se acentua quando das campanhas institucionais da Prefeitura, se dizendo autora desses empreendimentos.

Hoje já se passaram 12 anos e o que se vê é uma agressão muito forte aos nossos rios, valões e outros mananciais hídricos, como por exemplo o valão Campos Macaé, Lagoa do Vigário. Parece que finalmente chegou a hora. Nova Prefeita, nova Câmara de Vereadores e a expectativa que através do Portal da Transparência esses mitos seja explicados e a população seja tratada com o devido respeito. Além disso, com a palavra alguns políticos daquela época que ainda estão ocupando cargos de representação popular.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

PROTESTOS Á GREGA


Os últimos episódios que a grande mídia internacional nos traz de Atenas, nos leva a uma indagação. Até quando nós brasileiros vamos ter o sangue de barata de ver as barbaridades acontecerem na nossa cara e a gente deixando para depois. É a violência que a cada dia chega mais perto de nós, e não acreditamos que ela possa nos abater. É a corrupão bem na nossa cara, levando o nosso dinheiro, nossos empregos, nossa saúde e a nossa auto-estima. Por muito menos, os grecos querem até a renúncia do governante maior. Para nós tudo parece muito natural. Precisamos acordar!

Dia Mundial no Combate à Corrupção


No dia Internacional de Combate à Corrupção, o Brasil aparece muito mal na foto. Ocupa o 4º lugar junto à Itália, apesar da sua operação mãos limpas e da nossa operação mãos na lama. Não existe um levantamento no Brasil do ranking das cidades. Certamente que se houvesse essa apuração, Campos dos Goytacazes estaria muito bem colocada.

2008 NA POLÍTICA - ANO DO PORCO


segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

PESQUISA DATA FOLHA APONTA SERRA


A exemplo do que foi apurado em março deste ano, a Data Folha publicou nesta segunda feira, resultados de pesquisas que aponta o Governador de São Paulo em 3 cenários diferentes na liderança, com pontuação oscilando entre 38 e 42 por cento. Foram ouvidas 3.486 pessoas. Além de José Serra, nos cenários esboçados, apareceram os nomes de Ciro Gomes, Aécio Neves, Heloisa Helena e a candidata Dilma do PT, já sinalizada por Lula como sua sucessora. Ciro Gomes aparece liderando em um cenário, enquanto Aécio e Heloisa Helena aparecem em outro. Enquanto isso, Dilma apesar do PAC e de estar há um bom tempo na mídia, ainda oscila nos seus 8 por cento.

Com a palavra os cientistas políticos entendidos do Partido dos Trabalhadores. Na minha avaliação de amador, entendo que a questão não é só o nome. Apesar dos altos índices de popularidade do Presidente Lula, um fato fora de série, parece que os caminhos pragmáticos atualmente percorridos pelo PT, a exemplo dos recentes incursões suicidas da sigla na política de Campos, apontam para uma melhor avaliação de posturas, sob pena dessa jornada partidária não passar de uma incubadora presidencial de chegar ao poder, correndo o risco de ser desativada com o fim do mandado de Lula.

domingo, 7 de dezembro de 2008

Deu no Blog do Dr. Maxsuel


Esta é muito legal e aconteceu em Minas Gerais... O Juiz Ronaldo Tovani, 31 anos, substituto da Comarca de Varginha, ex-promotor de justiça, concedeu liberdade provisória a Alceu da Costa (vulgo "Rolinha"), preso em flagrante por ter furtado duas galinhas e ter perguntado ao delegado"desde quando furto é crime neste Brasil de bandidos?". O magistrado lavrou então sua sentença em versos, e afirmou, antes, que Lei no País é para pobre, preto e p..., enquanto mantém impunes os "charmosos" autores das fraudes do antigo INAMPS. Na íntegra, abaixo, a sábia decisão:


No dia cinco de outubro

Do ano ainda fluente

Em Carmo da Cachoeira

Terra de boa gente

Ocorreu um fato inédito

Que me deixou descontente

O jovem Alceu da Costa

Conhecido por Rolinha"

Aproveitando a madrugada

Resolveu sair da linha

Subtraindo de outrem

Duas saborosas galinhas.

Apanhando um saco plástico

Que ali mesmo encontrou

O agente muito esperto

Escondeu o que furtou

Deixando o local do crime

Da maneira como entrou.

O senhor Gabriel Osório

Homem de muito tato

Notando que havia sido

A vítima do grave ato

Procurou a autoridade

Para relatar-lhe o fato.

Ante a notícia do crime

A polícia diligente

Tomou as dores de Osório

E formou seu contingente

Um cabo e dois soldados

E quem sabe até um tenente.

Assim é que o aparato

Da Polícia Militar

Atendendo a ordem expressa

Do Delegado titular

Não pensou em outra coisa

Senão em capturar.

E depois de algum trabalho

O larápio foi encontrado

Estava no bar do Pedrinho

"Quando foi capturado

Não esboçou reação

Sendo conduzido então

À frente do Delegado.

Perguntado pelo furto

Que havia cometido

Respondeu Alceu da Costa

Bastante extrovertido

Desde quando furto é crime

Neste Brasil de bandidos?

Ante tão forte argumento

Calou-se o delegado

Mas por dever do seu cargo

O flagrante foi lavrado

Recolhendo à cadeia

Aquele pobre coitado.

E hoje passado um mês

De ocorrida a prisão

Chega-me às mãos o inquérito

Que me parte o coração

Solto ou deixo preso

Esse mísero ladrão?

Soltá-lo é decisão

Que a nossa lei refuta

Pois todos sabem que a lei

É prá pobre, preto e p***...

Porisso peço a Deus

Que norteie minha conduta.

É muito justa a lição

Do pai destas Alterosas.

Não deve ficar na prisão

Quem furtou duas penosas,

Se lá também não estão presos

Pessoas bem mais charmosas,

Como das fraudes do governo

que até hoje rola.

Afinal não é tão grave

Aquilo que Alceu fez

Pois nunca foi do governo

Nem seqüestrou o Martinez

E muito menos do gás

Participou alguma vez.

Desta forma é que concedo

A esse homem da simplória

Com base no CPP

Liberdade provisória

Para que volte para casa

E passe a viver na glória.

Se virar homem honesto

E sair dessa sua trilha

Permaneça em Cachoeira

Ao lado de sua família

Devendo, se ao contrário,

Mudar-se para Brasília.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

PROBLEMAS À VISTA


Nessa fota do Roberto Jóia, emprestada do Blog Eu penso Que do Ricardo André, dá para se ter uma antevisão do problemão que a nova Prefeita eleita vai ter, assim que assumir a Prefeitura de Campos dos Goytacazes. Quando as águas transformaram a Estrada dos Ceramistas em um verdadeiro braço de rio, as reportagens mostradas pela televisão, deixaram muito claro que os caminhões que por ela passavam, de vez em quando, caiam em buracos enormes, quase tombando. Não precisa ser engenheiro para imaginar os estrago que as chuvas vão fazer naquele asfalto. Aí, fica a indagação, por que não foi feita uma estrada com uma elevação mínima (em torno de l a 1,5 m) acima do nível daqueles canaviais, afim de evitar esse enorme prejuizo aos cofres do Município. Como exemplo, podemos citar aquela região do Brejo da Severina, que é bastante parecida com a baixada por onde a Ceramistas passou. Para o novo governo vai ficar a tarefa de fazer o retrabalho, o que poderia ser evitado se quando da sua construção, tivessem sido levados em consideração os aspectos da durabilidade e do respeito aos recursos públicos.

ANUNCIADOS MAIS 3 SECRETÁRIOS DA ROSINHA


No final da tarde de hoje, foram anunciados mais 3 nomes que vão compor o secretariado da Prefeita eleita Rosinha. Paulo Hirano, ocupará a Secretaria de Saúde; Suledil Bernardino ficará à frente da Controladoria Geral do Município e Fábio Viana, ex-diretor da Fenorte ficará com a Secretaria de Administração. Aos poucos a Prefeita começa a montar a equipe que lhe vai dar apoio nessa difícil tarefa de administrar um Município que nos últimos quatro anos desandou no quesito da probidade administrativa. Daqui vai a torcida para que essa equipe que está sendo montada, dê um banho de boa administração. Apesar dos transtornos iniciais, Campos poderá transformar-se realmente na cidade que detem um dos maiores orçamentos do País.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

BANCADA DO PT APOIA PMDB


A Bancada do PT na Câmara Federal,a segunda da Casa, com os seus 80 integrantes formatou na manhã de hoje apoio ao Candidato do PMDB, Michel Temer, para presidir a Câmara, como parte do acordo entre os dois Partidos que assegurou a Arlindo Chinaglia(PT-SP) a Presidência por 2 anos. Segundo o Presidente do Partido dos Trabalhadores, Ricardo Berzoine, embora as eleições da Câmara e do Senado não estejam vinculadas, o ideal seria que o PMDB não comandasse as duas, para melhor equilibrio político.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

NAPOLEÃO


Neste dia, em 1804, Napoleão Bonaparte foi coroado Imperador de França, pelo Papa Pio VII.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

PREMIO NOBEL


Neste dia, em 1895, o fabricante de explosivos Alfred Nobel assinou o seu testamento, no qual criou o Prémio Nobel.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

MEIO AMBIENTE E AS MULTAS, PRA QUE SERVEM?


Em março de 2003, aIndústria Cataguases de Papel liberou 1,2 bilhões de litros de resíduos tóxicos no córrego Cágados, que atingiu o Rio Pomba em Minas e chegando ao rio Paraiba do Sul, ocasiando um grande desastre ambiental. Naquela ocasião, uma pesada multa foi aplicada, tendo os diretores da aludida indústria sido responsabilizados criminalmente. A primeira vista, se imaginou que, apesar dos transtornos e estragos, nós dificilmente veríamos novos desastres acontecerem.

Mas, para desagradável surpresa, vem agora a Indústria Química Servatis, no município de Resende, no sul fluminense e lança 1,5mil litrros de pesticida (Endosulfan) no Rio Pirapetinga e que acaba de chegar a cidade de Campos dos Goytacazes, outra vez através do Rio Paraiba do Sul, gerando mais uma vez um estrago enorme ao meio ambiente e um grande transtorno à população do norte e noroeste fluminense, com a suspensão da captação.

A informação é que o acidente foi em decorrência de uma falha no descarregamento do produto na Indústria. E mais uma vez vez a FEEMA e aplica a multa de 33 milhões de reais. Ao olhar o quadro terrível dos peixes morrendo nas águas do Paraiba e antevendo os grandes e insanáveis prejuizos e o anos que a natureza levarápara se recuperar, fica a seguinte indagação. Para que servem essas multas, se esses recursos não vão contribuir para uma fiscalização preventiva não só nas indústrias que margeiam o Paraiba do Sul, como também um intercâmbio com outros órgãos afins em outros Estados, se aquela multa que ocorreu em 2003, no caso da Indústria Cataguazes de Papel, de nada valeram? Com a palavra os responsáveis pelos órgãos de fiscalização já que o prejuizo já sabemos que ficaram para o meio ambiente e para nós.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

I SIMPÓSIO DE SEGURANÇA NO TRABALHO NESTA QUARTA, QUINTA E SEXTA


Acontece nesta quarta, quinta e sexta o I SIMPÓSIO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NA REGIÃO NORTE E NOROESTE FLUMINENSE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. O evento será realizado no auditório da Fundação Trianon. Na quinta-feira quem vai estar presente ao Simpósio, como palestrante, será a Deputada Federal do PT Cida Diogo. O Simpósio é uma realizaçãodo Ministério do Trabalho e está sendo coordenado pelo companheiro Elton Pessanha Alvarenga. Segundo Elton " uma excelente ocasião para Empregados e Trabalhadores da região participarem, com a finalidade da diminuição dos índices de acidentes do trabalho, hoje considerados altos".

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

E AS OBRAS EMERGENCIAIS?


As fortes chuvas que caem sobre a cidade há alguns dias vem comprovar, sem dúvidas, que as obras emergenciais que representaram muitos milhões para os cofres da Prefeitura, durante a enchente de 2007, foram muito mal feitas ou nem foram realizadas. A situação é bastante preocupante, não só para a cidade como quase em toda a zona rural, onde elas também foram anunciadas como feitas.

sábado, 22 de novembro de 2008

ACONTECEU


Neste dia, em 1963, foi assassinado John Fitzgerald Kennedy, Presidente dos Estados Unidos.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

ACONTECEU


Neste dia, em 1694, nasceu Voltaire, filósofo e revolucionário francês.

ACONTECEU


Neste dia, em 1975, morreu o General Franco, criando condições para o fim da ditadura espanhola.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

TEM TUDO PARA DAR CERTO


A situação política de Campos chegou a um ponto em que a população não imagina que possa acontecer algo a mais nesse rosário de acontecimentos desastrosos que povoaram os meios de comunicação da cidade e que contribuiram em muito para denegrir a imagem da cidade no restante do País e, com a eficiência e velocidade dessa mesma mídia, vender a nossa péssima reputação para o resto do mundo.

Mas não é só isso, o estrago que esses desacertos fizeram na sociedade são muito visíveis e danosos. No custo benefício de um orçamento bilionário, a conta ficou devedora em vários ítens e podemos citar dentre outros, a saúde, a educação, a violência e a empregabilidade.

No caso mais atual em que vários servidores terceirizados foram e ainda vão ser jogados no olho da rua, ficou evidenciado essa mesma cidade rica não criou novas possibilidade reais de desenvolvimento, não tendo a oferecer outras alternativas de empregabilidade. Aliás, como sugestão para a nova Prefeita e o novo Presidente do FUNDECAM, importante seria que se fizesse um levantamento e posterior amostragem para a população, dos recursos investidos e da contrapartida dos postos de trabalho com as "muitas" indústrias que Campos recebeu nos últimos anos.

Aí deve se incluir a providência de se verificar, inclusive, se o retorno desses recursos aos cofres públicos ocorreram na proporção de sua remuneração justa e da manutenção de sua saúde financeira. Na economia, um dos segmentos que mais lucraram, apesar das crises foram os bancos e o FUNDECAM, mesmo com a sua função social de gerar oportunidades, também deve ser gerido como tal.

Alguém já disse que o melhor período para o Político ainda é aquele que ocorre entre a sua eleição e a posse, quando as energias positivas que as urnas lhe deram, é possível saborear os louros da vitória e do sucesso e em que tudo são flores. E é nesse período que esse político tem que estar atento ao sentimento da população, que apontam para uma mudança radical de conceitos e procedimentos na gestão pública.

Depois de eleito, o Prefeito normalmente se isola em seu gabinete escondendo desse mesmo eleitor a quem ele lhe apertou a mão, o abraçou e se compromissou. Ele fica do lado de fora, sem poder manifestar os seus pedidos. E é aí que a nova Prefeita tem que fazer a diferença. Ela deve estabelecer uma interlocução com a sociedade, ela mesma e ouvir dela as suas prioridades. Não necessariamente uma rua alfastada precede um posto médico bem montado e bem assistido e é nessa direção que ela deve caminhar. Que de vez em quando, respeitando a questão de sua segurança, que faça reuniões bem ampliadas com os moradores dos bairros, para ouvir dos seus moradores suas queixas e desejos. Um dia ou outro, fazer uma visita surpresa aos canteiros de obras, para ver se os recursos públicos ali investidos não estão escorrendo pelos ralos da ausência de fiscalização e da irresponsabilidade administrativa. Como quem não quer nada, como o povo gosta de dizer, fazer uma visita aos postos de saúde e verificar se os funcionários estão cumprindo o seu plantão e se os remédios não ficaram pelo caminho entre a Secretaria de Saúde e o estoque para distribuição à população.

A nova Prefeita vai ter à sua disposição, apesar de não ser montado por ela, uma peça orçamentária plena, que pode ser redesenhada pela vontade da nova Câmara que se instala e que pode dar-lhe exitosa sustentação governamental. Seu antecessor, por não ouvir a população, cometeu diversos equívocos e o resultado aí está para todos verem. Pior ninguém consegueria fazer e Campos espera uma mudança profunda na questão da gestão pública. Nada pode ser pior. Tem tudo para dar certo.

domingo, 16 de novembro de 2008

ACONTECEU


Neste dia, em 1922, a BBC iniciou as suas emissões radiofônicas.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

BEM VINDO À REDE BLOG


Estamos dando nossas boas vindas ao companheiro Erik Schunk à rede Blog. Quando militou no PT e em outros movimentos sociais, sempre teve uma atuação digna na caminhada do produzir bons políticos e boas políticas. O seu blog ainda está em construção, mas pela bagagem do seu autor, promete. Seja bem vindo.

SIMPÓSIO DE SEGURANÇA NO TRABALHO


segunda-feira, 10 de novembro de 2008

TRANSIÇÃO OU RENDIÇÃO

O que a população tem observado nos útlimos tempos é que governos que chegam ao fim dos seus mandatos, estão com muita dificuldade para cumprir com o que preceitua a lei. Fazer a passagem da gestão. Sentar-se com o novo escolhido pelos eleitores, está se constituindo um verdadeiro parto. As informações, que deveriam estar todas na internet,não são fáceis de serem providenciadas e não são por uma questão de má vontade, mas sim pela precariedade dos controles do bem público. Talvez seja essa a dificuldade para que o governo que está saindo sente-se com o que está entrando, para fazer uma transição a quatro mãos e não ao que está parecendo, uma verdadeira rendição. Durante a campanha eleitoral, ouvimos que o Portal da Transparência seria implantado pela Prefeita eleita e a população torce para que desde o primeiro dia, esta providência ocorra realmente. Não podemos esperar somente pelos organismos de fiscalização. Ultimamente a Câmara de Vereadores abriu mão dessa obrigação. O Ministério Público, quando provocado, tem se mostrado muito eficiente e a Polícia Federal tem se mostrado um ente público muito produtivo e investigativo. O que se espera da população é que se cobre publicamente da nova Prefeita e dos novos Vereadores uma gestão pública voltada para a transparência, probidade e responsabilidade com essa gestão.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

LEVANTA-TE E CAMINHA


Olhamos em redor e vemos o tecido social, de que somos os fios, a romper-se em todos os sentidos. Em todas as direcções. Já não são só os fundilhos que estão gastos. É o próprio forro, que usamos chamar de "alma", que está roto. É notória a agonia de todas as telas que fazem o fato que somos, todos em conjunto. Estão corrompidas. Não pela usura. Mas pelo mau uso. Somos, com nitidez, um fato em desagregação. É visível, com muita nitidez, a morte de todos os valores sociais. Um atrás do outro. A família. A escola. A solidariedade. A honestidade. O escrupuloso cumprimento dos deveres cívicos. Cremo-nos apenas detentores de direitos. E julgamos todos os outros apenas sujeitos de deveres. Berramos, à direita e à esquerda, pela excelência dos outros. Esquecendo-nos de que a excelência tem sempre que começar em cada um de nós. O vocábulo excelência foi substituído pelo da exigência. Cega. Surda. Muitas vezes mais que surda. Absurda. Pare aqui um pedacinho para pensar, meu Caro Leitor. Que segurança - física, cívica, moral - acha que tem? Nenhuma, não é? Se tem filhos ou netos, aprecie a educação que estamos a dar-lhes. Péssima, não é? Se ainda se interessa pela coisa pública, que qualidade política tem ao seu dispor? Baixa, não é? Sendo a Justiça o seu último recurso, quanto confia nela? Pouco, não é? Se está atingir a terceira idade, que qualidade espera para ela? Nenhuma, não é? Quando está doente, como é que é tratado? Não é tratado, não é? Se precisa de um serviço assegurado pelo Estado, como é servido? Mal, não é? Há corrupção à sua volta? Claro que há. Conhece alguém que não pague os seus impostos? Claro que conhece. Abre os jornais ou liga a televisão e só vê notícias sobre tudo isto, não é? Claro que é....Se não fizermos algo assim, se não procurarmos, pelos nossos próprios meios, com as nossas próprias forças, melhorar "isto", nem um qualquer deus nos valerá. Temos apenas uma solução para "isto". Que alguém, tido por Deus, apontou: "levanta-te e caminha!". Ou caminhamos ou ninguém fará a jornada por nós. Ficaremos, para sempre, na pré-história do desenvolvimento humano, cultural, social e económico.Excerto da crónica LEVANTA-TE E CAMINHA - Magalhães Pinto

SUGESTÕES



APRENDIZ CIDADÃO

ABRAÇANDO A PRAÇA E SUA ESCOLA

Sabemos que o nosso humilde espaço é, às vezes, espiado por visitantes ilustres. Isto ocorreu por ocasião das eleições municipais, quando declarei o meu voto pela Prefeita Rosinha, quando o Governador Antonhy Garotinho nos honrou com a sua visita.

E é apostando nessa possibilidade e na intenção do blog em fazer esse acompanhamento do trabalho da nova Prefeita, de forma crítico-construtiva e propositiva que iremos continuar a dar as nossas sugestões. Aí há que ressaltar que essas sugestões fizeram parte da minha campanha como Vereador. No entanto, os poucos 150 votos nos deixaram muito mais na intenção do que na condição de fazer esse pleito junto ao novo Executivo. Mas, mesmo de longe, camos cobrar dos que foram eleitos que eliminem o sono profundo em que a Câmara ficou imersa nos últimos 4 anos. Além disso, sugerir e torcer para que as coisas dêem certo. Afinal Campos é de e para todos nós.
Nossa proposição trata-se de uma Parceria que a Prefeitura faria com profissionais de oficinas nos Bairros, (quero adiantar, antes que um gaiato se manifeste, que mesmo tendo uma oficina de marcenaria para ocupar o meu tempo de aposentado, não estou pleiteando isso para mim, não) com remuneração para os instrutores, onde os alunos da rede pública de ensino, com as melhores notas, respeitando o Estatuto do Menor, seriam inscritos em Cursos gratuitos conveniados com Instituições Públicas de Ensino (CEFET, SENAI, SENAC) de Jardinagem, Pintura, Marcenaria, Bombeiro Hidráulico, Serralheria, Pedreiro, Eletricidade, Refrigeração,Mecânica, Vidraceiro, Informática, e outros, com ajuda decusto, seguro de vida, tíquete alimentação, vale transporte, (via convênio com o Fundo de Apoio ao Trabalhador/Ministério do Trabalho). Aí a nova Prefeita vai ter que realmente sanar a maldita inadimplência do Municípío com o Governo Federal. Para isso, o Partido dos Trabalhadores, de forma responsável, pode ajujdar nesse sentido.
Esses profissionais e instrutores e seus alunos teriam que dar a sua contrapartida de contribuição. Durante os cursos teriam as aulas práticas efetivadas no campo, trabalhando na manutenção das Escolas (consertos de carteiras e cadeiras, lousas, bebedouros, janelas e portas, pisos, pinturas no prédio, ampliações de instalações, preparo de refeições , rede elétrica e hidráulica, etc. e Praças (Jardinagem e paisagismo, consertos em balanços, escorregos e outras instalações e ou manutenções), além das ambulâncias que deveriam estar espalhadas pelos bairros e econtram-se na sua maioria, paradas por falta de manutençao.

Ao final dos cursos, eles teriam além de um certificado, a possibilidade de poderem trabalhar de forma autônoma ou serem inseridos no mercado formal de trabalho.
Esse Projeto teria dois princípios básicos - o incentivo às melhores notas e a qualificação dos alunos para o mercado de trabalho e a correspondente inibição da sua inserção em atividades não lícitas, além de estar contribuindo para a desoneração dos recursos públicos que poderiam ser aplicados em outros projetos
Na ausência de serviços nas Praças e Escolas e na manutenção das ambulâncias dos bairros, os treinandos poderiam trabalhar para a comunidade, atendendo a pequenas encomendas, sempre sobre a orientação dos Instrutores contratados para ministrar os cursos.

A renda proveniente deste atendimento serviria para custear em parte ou na sua totalidade as despesas provenientes da parceria. Como vantagens, poderíamos citar, além da desoneração dos cofres públicos, já que esses serviços de manutenção seriam feitos pelos próprios alunos, baratearia, também a montagen desse treinamento, uma vez que as oficinas já são o ambiente ideal para o aprendizado, onde os equipamentos já existem, aliado à experiência do profissional alí estabelecidos.

Além disso, com a parceria com o SEBRAE, quem sabe esses profissionais, na sua maioria vivendo informais à revelia do fisco , poderiam se transformar através dos organismos incubadores, em Empresas, gerando mais postos de trabalho e renda.

E ainda mais, através do suporte dos recursos do FUNDECAM, com financiamento (carência máxima e juros mínimos) dar uma sacudida no mercado de trabalho no varejo, uma vez que o autônomo e informal daria a garantia da criação de um mínimo de postos de trabalho, levando-se em consideração as questões legais, no que diz respeito ao trabalho de menores e de deficientes físicos. Essa é uma sugestão, lógicamente que os profissionais no assunto dariam a formatação final do tema, no sentido de proceder a sua materialização.

SUGESTÃO A PREFEITA


Quem passa diariamente pelo Parque Alzira Vargas, pode verificar que aquele próprio municipal está abandonado. Janelas caindo, vidros quebrados, jardins maltratados e certamente vai começar a abrigar pessoas e ações não muito bem recomendáveis. Ali funcionaram por um bom período a Guarda Municipal e a Postura Municipal. Como sugestão, que tal a nova Prefeita fazer daquele espaço, conforme as suas propostas de campanha, uma Vila Olímpica. Ali, para quem se lembra, até já funcionou uma piscina.

domingo, 2 de novembro de 2008

Errata.

Na matéria acima foi a palavra espiada foi digitada com x, equivocadamente.

MUDANDO O VERBO


Durante a campanha eleitoral deste ano, como candidato a Vereador depois de fazer a diferença na propaganda eleitoral, tive a idéia de confecionar um poste ambulante para fazer a minha propaganda. Quando a peça publicitária chegou ao centro da cidade, passados alguns minutos, logo apareceu um fotógrafo de um dos jornais para fazer a cobertura, já que era uma novidade nunca vista em um eleição. Foram tiradas algumas fotografias de vários ângulos para a matéria. O poste foi um sucesso provocando muitos comentários elogiosos.

Um companheiro, fez a observação de que a minha campanha estaria se deslanchando a partir daquele dia. Todavia, eu disse para esse mesmo companheiro de que aquela matéria nem sairia. No dia seguinte, foi confirmado.

Apesar de ser uma excelente idéia,e da minha aparição na televisão ter sido considerada por esse mesmo jornal como o melhor comercial, quando a fotografia chegou à redação, veio a ordem para não publicar, pois o candidato a Prefeito do jornal não aparecia na foto.

Além da matéria não aparecer nas páginas do jornal, um dos seus colunistas ao fazer o seu painel político, ainda esculhambou a idéia. A narrativa sobre esse episódio vem demonstrar que a situação do jornalismo em Campos, precisa de uma análise mais profunda da sociedade, como também uma cobrança pelo retorno do autêntico acompanhar dos fatos.

Terminadas as eleições, o eleitor por menos politizado que seja,mesmo que seja aquele que acostumado a uma simples expiada nas machetes dos matutinos pendurados nas bancas, percebe uma visível alteração nas manchetes.

Aquele leitor que assina esse jornal ou que o compra nas bancas, quando debruça numa leitura mais apurada, verifica que o jornal que sempre fez a defesa incondicional do governo que está saindo, já começa a emitir seus comentários fiéis aos fatos, esquecendo-se de que esses mesmos fatos sempre existiram, com origens e explicações, causas e efeitos,só que os recursos públicos inibiam uma análise honesta dos acontecimentos, a mostrar que o verbo e a opinião dependiam da verba.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

ACONTECEU


Neste dia, em 1984, foi assassinada a Primeiro-Ministro indiana Indira Gandhi.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

AUMENTO DAS APOSENTADORIAS





Como já mostramos neste Blog, um assunto de interesse dos aposentados que ganham acima do salário mínimo e também dos servidores públicos, que tem o teto dos seus benefícios regulados também pelas normas do INSS. está acontecendo nesta semana em Brasilia. O Congresso Nacional volta a analisar o Projeto de Lei n. 58/2003, do Senador Paulo Paim (PT-RS), que trata do do aumento das aposentadorias e pensões do INSS.

Desde 1991, Fernando Henrique desviculou esse aumento do salário mínimo. Sem esse disvinculação , o teto desses benefícios chegaria hoje aos 4.150, contra os atuais 3.038. Além disso, os atuais valores recebidos acima do mínimo, sofreria aumento de acordo com a data da concessão do benefício.

Esse projeto está sendo votado na Comissão de Assuntos Sociais do Senado e já tem parecer favorável do seu relator Expedido Junior (PR-RO). Como não há recurso na Comissão, ele segue direto para votação na Câmara dos Deputados. Também você, servidor público, seus interesses também estão nas mãos desses Deputados. É que o atual teto dos seus benefícios são os mesmos do INSS.

Para se ter uma noção, um trabalhador que aposentou em 2000 com 8.7 salários mínimos, hoje está ganhando 4. 2 s m. Para quem tem a mínima capacidade de raciocínio, chegará à conclusão de que em um breve espaço de tempo ele estará ganhando 1 salário mínimo. Se o salário mínimo atual correspondesse ao que é defendido pelo DIEESE, tudo bem só que está nivelado por baixo. Portanto, bloguistas ligados a alguns deputados federais da nossa região, vamos pressioná-los para que zelem pelos nossos interesses. Afinal, para issos eles foram eleitos.
Para se ter uma noção, veja no quadro acima a evolução dos preços dos alimentos nos últimos dez anos.

Vamos usar a internet e passar e-mails para eles e, caso votem contra os trabalhadores, vamos denunciá-los, mesmo que sejam do nosso partido.

PROMESSAS DE CAMPANHA







Tomamos a liberdade de copiar do Blog do nosso mestre Roberto Moraes as propostas de Campanha da Prefeita eleita Rosinha. Preferi chamá-las de propostas, porque estou acreditando que a sociedade civil organizada vai fazer essa cobrança e apostando que a Rede Blog, normalmente capitaneada pelo Roberto, Ricardo André, Cláudio Andrade, Fábio Siqueira, Xacal, Fabiano Seixas, Urgente, Aspectos, Fatos e Fotos, e muitos outros, vão estar atentos ao seu cumprimento.




quarta-feira, 29 de outubro de 2008

INTERLOCUÇÃO COM A SOCIEDADE


A partir de janeiro de 2009, nova Prefeita, nova vida para a cidade. A Rosinha vai governar para todos os eleitores, os que ficaram no primeiro turno, com as suas opções e os que foram para o 2º turno, polarizando as eleições, tanto os que ganharam, como os que perderam.

O que se percebeu neste governo que está chegando ao fim é que a interlocução com a sociedade praticamente não aconteceu. Os movimenos sociais, alguns sindicatos, algumas associações de moradores e até partidos políticos, mesmo sem ser da base de apoio, quase na sua maioria, estavam atrelados ao governo municipal, numa relação adoentada, onde seus representantes ou seus parentes, muita das vezes, faziam parte das folhas de terceirizados.

O que se deseja da próxima Prefeita é que essa interlocução seja retomada. Todavia, que se restabeleça a sanidade dessa relação, em um entendimento institucional, onde representem a demanda dos seus representados sem a promiscuidade dessa dependência torpe.

ACONTECEU


Neste dia, em 1929, verificou-se uma queda brutal das cotações das acções na Bolsa de Nova Iorque, precipitando a Grande Depressão.

Lisboa de Salazar, Campos de Mocaiber e agora Rosinha


Em uma da reunião da Executiva do Partido dos Trabalhadores, com o Prefeito de Campos, Alexandre Mocaiber, realizado na Fundação Zumbi dos Palmares, me veio à lembrança a minha última viagem que fiz a Portugal e a Grécia, para participar de Congressos de Trabalhadores Telefônicos, pela IPCTT (Internacional de Trabalhadores em Correios e Telefonia).
Chegando à Lisboa, em uma sexta-feira, com a devida antecedência para participar, já à partir da próxima segunda-feira do Congresso, ficamos hopedado no Hotel Holliday In, no centro novo da capital portuguesa, bem em frente ao Campo do Sporting Lisboa, onde tivemos o prazer de encontrar o jogador Branco, tetra-campeão pelo Brasil, à época jogando em Portugal.
Além das conversas animadas e até acirradas com companheiros argentinos sobre futebol, no saguão do hotel, para sabeer quem foi melhor, Maradona ou Pelé, um fato interessante nos ocorreu naquela noite de de folga, na terra do Cabral, o outro.
Por sugestão do nosso anfitrião José Rodrigues, também trabalhador telefônico, fomos aconselhados a nos deslocarmos até o centro histórico de Lisboa, para conhecermos um pouco da história portuguesa. Confesso que além dos castelos, Portugal, mais precisamente Lisboa muito parece com o centro velho do Rio de Janeiro. Mas no percurso, um fato interessante ficou registrado na nossa memória.
Ainda por sugestão do José Rodrigues, fomos todos de metrô. No caminho, o primeiro embaraço. Quando nos aproximamos de uma autopista, esse é o nome que eles dão às suas ruas, paramos ao lado dela. Também os carros que vinham em nossa direção, também pararam. Olhamos e não vimos nenhum sinal. Ficamos indecisos, mas puxados pelo patricio, atravessamos calmamente a autopista. Quando chegamos ao Centro Histórico de Lisboa, ao saborear um bom e velho vinho, indagamos a respeito. Ele nos informou que em Portugal era assim mesmo, quando os pedestres tocavam com os pés a autopista, os carros paravam para que a gente passasse.
Todavia, ainda a caminho para o centro de Lisboa, um fato mais importante nos impressionou. Não que o metrô de Portugal fosse diferente, não. Lá também fica em baixo terra. No entanto, quando descemos até a Estação próxima ao Estádio do Sporting, nos supreendemos. Não haviam aquelas roletas, como temos no Rio de Janeiro e São Paulo. Era uma escadaria, com mais ou menos um 50 metros. Fomos quase atropelados por uma portuguesada que, em desabalada corrida, desceu os seus degraus e entraram no trem que acabara de chegar. A princípio ficamos assustamos, mas o José Rodrigues nos apontou um peque guiche, onde deveríamos comprar os nossos bilhetes. E pensei comigo. Se fosse no Brasil, os caras levariam até o trem.
Logo estávamos em uma velha hospedagem, onde para variar, pedimos bacalhou e vinho. Durante o jantar, o José Rodrigues nos contou. Aquilo que vimos no metrô era comum em Portugal, que naquela época acabara de ser preparado, com grandes investimentos, para entrar no Mercado Comum Europeu. Aqueles portugueses que vimos invadirem o metrô, tinham credenciais para o mês todo e era assim mesmo. No entanto, aleatóriamente, de vez em quando, um daqueles comboios eram desviados para uma linha auxiliar e uma inspeção federal acontecia. Quem não estivesse com a credencial ou com o bilhete, era cadastrado negativamente e não poderia usar mais o metrô em território português. E, se fosse apanhado pela segunda vez, era prisão sem direito à fiança.
Todavia, aquele procedimento cidadão dos seus patricios não era de agora, havia sido começado com o Presidente Augusto Salazar, nos idos 1940 a 1950. O nosso companheiro telefônico nos contou que o Salazar, quando ocupou a Presidência de Portugal, que tinha uma administração muito parecida com a que temos aqui no Brasil, resolveu verificar, por si mesmo, a quanto andava a administração do bem público português. O que ele fez. Travestiu-se de uma pessoa simples do povo, um pouco escorraçada, quase um mendigo e foi verificar o atendimento do funcionalismo público.
Ao chegar as 8 horas da manhã à Caixa de Pecúlio, que corresponde ao nosso INSS, ele aguardou na fila da Agência, até às 10 horas, horário em que a Chefe da Agência chegou para trabalhar. Como era o primeiro da fila, foi logo indagando da funcionária:
- Por que a senhora chegou às 10, se o horário de abertura da agência era às 8 horas?
A funcionária respondeu ao ancião de forma ríspida:
- Não é da sua conta. Se o senhor quer ser atendido, me diga o que queres?
Sem se alterar, o " velhinho" prosseguiu:
- Não, eu quero saber da senhora por que chegastes às 10, se o seu horário é às 8horas.
Mais irritada ainda, a moça retribuiu.
Olha, senhor, eu não estou aqui para brincadeira, se o senhor não quer nada, dê o lugar para outra pessoa. E logo se dirigiu ao segunda fila:
- Me dá licença, e o senhor o que deseja.
Mas o velhinho, impediu o atendimento e disse para a moça:
- Olha aqui, minha senhora, me deixa comunicar uma coisa, a partir de amanhã, a senhora e todos os funcionários deste posto estarão demitidos.
A senhora rindo, solicitou ao segundo da fila:
- E o senhor o que quer, eu não tenho tempo a perder.
O fato se confirmou, no dia seguinte, todos os funcionários daquela Agência foram demitidos. Aí, contou-nos o companheiro José Rodrigues, criou-se um pavor em toda a Portugal, com medo de que o "velhinho" pudesse aparecer em uma das filas de atendimento do serviço público.
Esta história nós contamos para o Sr. Prefeito, naquele encontro na Zumbi dos Palmares. Dissemos para ele que ele não precisava imitar o Salazar, mas que melhorasse a sua interlocução com a sociedade, totalmente abafada pelos seus assessores, que impediam que ele ouvisse as vozes roucas da rua que diziam que ele era um péssimo Prefeito. Certamente que ele deve ter imaginado que nós éramos algum companheiro idiota e que vivíamos no mundo da lua.
5 dias depois deste encontro, aconteceu o fatídico 11 de março, onde a Polícia Federal e o Ministério Público Federal efetivaram a operação Telhado de Vidro.

A partir de Janeiro, uma nova Prefeita está eleita. Daqui ficamos a torcer pelo seu sucesso na sua gestão que certamente será o sucesso da nossa população. A reedição dessa matéria que fiz há algum tempo, é no sentido que a nova Prefeita estabeleça uma interlocução com a sociedade, numa verdadeira agenda propositiva de caminhada junto com os outros Partidos Políticos que não estavam na sua aliança, com sindicatos, associações de moradores, OAB, Igrejas, enfim toda a Sociedade Civil Organizada, mas sem aquele toma lá da cá de "convênios", apadrinhamentos, cargos na administração pública e outras ações que adoentaram essa relação.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

BOA IDÉIA


Fazendo um giro de espiada nos espaços virtuais, encontrei um comentário do Sépe no seu blog, que achei interessante e resolvi tomar a liberdade de publicá-lo:


"...que no Partido ainda existam bons quadros,homens e mulheres com os ideais do Partido dos Trabalhadores que fizeram um Presidente da República, um partido que sempre esteve ao lado dos trabalhadores, que sempre esteve presente nos movimentos sociais e sindicais.

Penso que seja um momento para a realização de um seminário para avaliação da conjuntura, dos avanços(?) e retrocessos que o partido sofreu/rá em decorrência das últimas eleições.Muitos dos companheiros do Partido condenaram com veemência esta aliança que em nada contribuiu para o Partido, o contrário, o afastou ainda mais dos seus verdadeiros ideais.

Estava no Quartel do Chopp no domingo à noite,junto com alguns amigos comemorando a vitória da Rosinha e tinha um grupo de petistas com a bandeira do Partido pendurada acima de uma das mesas, fiquei até agora querendo saber o motivo da comemoração deles.Olhar para frente e ter a certeza de que ainda existe esperança!"


A NOVA CÃMARA DE CAMPOS


Começaram os entendimentos para definir não só a nova Presidência da Câmara, como também a bancada que vai dar governabilidade a Prefeita eleita. Nesta nova composição da Câmara, será identificado se avançamos, ou não na questão da autenticidade daqueles que irão nos representar, ou se a "ideologia" de alguns muda ao sabor dos "acordos" para formarem a bancada de apoio.

Aliás, para a nova Prefeita, que terá no "laboratório político" de Campos, a chance de alçar vôos mais altos dos já conquistados , seria interessante que a mesma contasse tão somente com a maioria simples e com aqueles que mais se afinassem com as suas propostas. Na atual edição, dos 17 vereadores inicialmente só três eram oposição, terminando com apenas dois, enquanto os outros davam a "governabilidade" ao atual Prefeito e o resultado não foi bom, tendo como referência os últimos fatos.

De preferência que ela deixasse que uma oposição numéricamente importante se formatasse, até para que esse laboratório tivesse os mecanismos de vigilância e produção de resultados autênticos que realmente alavancasse substancialmente esses seus novos projetos para além dos próximos 4 anos. Não precisa temer, o melhor aliado com que ela pode contar é o povo. É só aparecerem os médicos nos ambulatórios, os remédios não se perderem nos caminhos entre a Secretaria e o Postos de Saúde e o Portal da Transparência venha demonstrar claramente que os recursos, e aí se incluem os do FUNDECAM, estão a produzir oportunidades para todos os campista, esse povo certamente estará ao seu lado.

A nova Prefeita está com tudo nas mãos. Carisma, experiência, força eleitoral que as urnas lhe conferiram e um orçamento que é o 6º maior do País. Só depende dela e é claro que esse resultado muito nos interessa, tamanha a precariedade de políticos que temos no cenário local, estadual e nacional, onde a saúde continua enferma, a educação está abaixo dos índices ideais e quase sempre repete de ano e a violência e o tráfico nos espreitam, à nossa porta, hoje passando a ser ocupação laborial para muitos jovens que precisam entrar no mercado de trabalho, por falta de outras alternativas proporcionadas pelos Governantes.

Além disso, com a eleição da Rosinha, alguns Vereadores que seriam adesistas ao continuimo, serão obrigados a se transformarem em aguerridos opositores, sob pena de serem esquecidos pelo eleitorado.

Cabe também à sociedade cobrar desses novos vereadores o cumprimento das suas obrigações e a rede blog, com a sua capacidade de mobilidade e de conteúdo na missão de formação de opinião, de forma organizada também se engajar nesta tarefa, deixando de lado picuinhas do passado já que afinal de contas quer queiramos ou não ela é a Prefeita de todos nós.

domingo, 26 de outubro de 2008

MENSAGEM A PREFEITA ROSINHA


Terminadas as eleições, Rosinha é a nova Prefeita da cidade de Campos dos Goytacazes, com 135.955 votos. Parabéns, Prefeita. Desejo que a senhora tenha muita sabedoria, eficiência e sorte para dirigir os destinos desta cidade desafortunada. Que as bênçãos dos céus se façam presentes na sua mente e no seu coração e que as suas ações sejam profícuas e em benefício dessa população que já se cansou de tanto sofrer.

Nesta campanha, que resolvi não sair de casa, embora fosse candidato a Vereador, assisti tão somente a um comício,realizado nas confluências das Ruas Dr. Beda e Antônio Manoel, vizinha à minha casal e lá eu ouvi da senhora que seria a Prefeita de uma cidade que tem o 6º maior orçamento do País. É verdade, no entanto o retorno para os campistas não tem essa correspondência. O que a população de Campos espera da nova Prefeita é uma total inovação na gestão deste orçamento, a exemplo do Portal da Transparência.

Antes da eleição, manifestei em meu blog o meu voto em seu favor, porque acredito na eficiência do instituto da alternância do poder e também porque as suas propostas eram muito mais convincentes e exequíveis.

Apesar de não querer nada em trocadesse modesto apoio, quero pedir a nova Prefeita que sejam honradas as propostas de campanha, porque ela tem nas mãos a possibilidade de transformar a cidade de Campos em um modelo de gestão pública para o resto do país, o que vai alavancar qualquer projeto político da família Garotinho .

POR MAIS 4 ANOS


Em torno de 280 mil eleitores comparecem hoje às urnas para escolherem os destinos de Campos, por mais 4 anos. O simples gesto de apertar uma dezena vai dizer pará nós se vamos ter uma saúde que acalme as dores daqueles que sofrem nas filas dos consultórios, nos corredores hospitalares e na ansiedade do remédio que não chega. Por mais 4 anos, vamos saber se a Educação mais uma vez vai repetir de ano e a nos mostrar alunos na 2ª ou 3ª séries ainda sem saber ler, nos colocando no patamar dos piores índices do país. O emprego que muitos tanto procuram se vai continuar aparecer na mesma proporção dos investimentos públicos que são alocados em Empresas que morrem ainda na sua infancia. Não é um simples fato de apertar uma tecla, estaremos escolhendo para nós, com as opções que se apresentam, aquela que terá a obrigação de varrer de vez com a corrupção, esse mal que nos envergonha e é a mãe da miséria, da dor e da violência. Portanto, caro eleitor compareça hoje à sua seção eleitoral e aperte no melhor futuro para Campos e, a partir de 1 de janeiro, já comece a cobrar da sua Prefeita(o) e dos vereadores uma nova Campos dos Goytacazes.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

DEU NO BLOG DO GAROTINHO



Por 6 votos a zero, o Tribunal Regional Eleitoral acompanhou o voto do relator-presidente, Desembargador Motta Moraes, considerando insanáveis, as contas rejeitadas do ex-prefeito Arnaldo Vianna no TCU e no TCE.

Num voto de 18 páginas, o desembargador-presidente disse que “o governo Arnaldo Vianna foi pródigo em irregularidades”. Em relação ao TCU, o Tribunal Regional Eleitoral ainda fez questão de frisar, que o ex-prefeito tem que pagar à Caixa Econômica Federal, os valores atualizados monetariamente a partir de 1998, em 6 parcelas por conta do desvio do dinheiro público.

R$ 109.679,642 - parcela ...............................

R$ 107.570,363 - parcela ...............................

R$ 93.250,004 – parcela ...............................

R$ 105.000,005 – parcela ...............................

R$ 67.250,006 – parcela ...............................

R$ 67.250,00

* Os valores acima serão corrigidos

Além da questão do TCU, o TRE apontou diversos atos de improbidade administrativa, que atentam contra os princípios da administração pública.

Com essa decisão, a eleição em Campos está praticamente decidida, de acordo com as palavras que foram proferidas pelos ministros do TSE, no dia do julgamento do recurso em Brasília “O CANDIDATO NÃO TEM REGISTRO, MAS AUTORIZAMOS O 2.TURNO ATÉ QUE O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DIGA NO ACÓRDÃO, QUE AS CONTAS REPROVADAS DO EX-PREFEITO ARNALDO VIANNA SÃO INSANÁVEIS”.

Isso foi dito na sessão de hoje, da forma mais clara e incontestável possível. Portanto, embora vá haver eleição no domingo, o candidato Arnaldo Vianna já sabe, que seus votos não serão validados pelo TSE.


NOTA DO BLOG


Aí, fica evidenciado a que ponto chegou a ansiedade de um grupo dentro do PT, estar participando de uma eleição que, certamente se tivessem "permitido" e não conspirado contra a candidatura própria, esses percalços não estariam na vida do Partido.

Arquivo do blog

Seguidores

Loading...