domingo, 27 de dezembro de 2009

AVATAR


Ontem fui até ao CINEMAGIC, no Shopping 28 de Março, para ver o filme AVATAR. A fotografia, os efeitos especiais, nada ficam devendo ao TITANIC, filme do mesmo Diretor. É um espetáculo que aconselho as pessoas a verem. É um a maravilha saber da possibilidade de existirem outros planetas cujos habitantes temham maior responsabilidade para tomar conta do seu mundo, sua gente, sua natureza.

Ao sair do cinema, o que ficou gravado em minha memória não foi só o filme em si , mas um outro fato. Terminado a sessão, como éramos assistentes das primeiras filas, fomos os primeiros a sair. Quando chegamos ao saguão do cinema, levei a mão a bolso e lá a minha carteira já não estava mais. Eu a havia perdido com todos os documentos e com alguns trocados, que sobraram da farrinha com sacos de pipoca a 7, refrigerantes a 3, mais duas entradas a 14.

Imaginem você voltar na contra mão do fluxo de pessoas naquela costumeira penumbra. Enquanto esbarrava em alguns, já dava como perdida a carteira, e imaginava o trabalho para tirar novos documentos. Para minha surpresa, quando já chegava ao limiar da entrada da sala exibição 2, uma mocinha, dos seus 12 a 13 anos atravessou em meio aquela quantidade de gente e me abordou:

- Moço, aqui está a sua carteira!

Agradeci e coloquei no bolso.

No caminho de volta pra casa, cheguei a uma conclusão. Nem tudo está perdido. É só entregar o nosso mundo à milhões de mocinhas e mocinhos com aquele modo de ser. Fico imaginando a casa onde ela mora, as pessoas que lhe ensinaram proceder dessa forma. E isso é emblemático, quem devolve uma carteira, tem um conceito diferente daqueles que hoje tomam conta da coisa pública, principalmente os políticos, muitos deles metendo a mão no nolso bolso.

Com poucas exceções, temos que ceder a vez, sair da frente, seja em qualquer ramo de atividade humana. É preciso produzir mais mocinhas daquele jeito. Se alguém a fez assim, é verdade que existe uma forma para produzir muitas delas e ai, deixarmos por conta deles.

Sabemos que a princípio eles terão que botar um lenço no nariz para se aproximarem de nós, mas com o tempo, quando a maioria das peças forem trocadas e a higienização for completada, aí sim, teremos a nossa Pandora.


domingo, 20 de dezembro de 2009

CANDIDATURA DO LINDBERG


Algumas fontes seguras, dentre elas destacamos o Blog do Roberto Moraes, já sinalizam com a possibilidade do Lindberg não mais disputar o Governo do Estado do Rio. Ele seria um forte candidato, com chances reais ao Senado. Apesar de acharmos que a questão da indicação de candidatura própria ou não só irá acontecer em fevereiro-2010, cabe aqui algumas considerações, tendo vista nossa posição, por ocasião do segundo turno das eleições internos do PT.

A diferença entre Luis Sérgio e Casula (aliança ou candidatura própria) foi ínfima e isso talvez deveu-se à tibieza de alguns companheiros que defendiam a candidatura do Lindberg, sem a garantia do próprio candidato que iria resistir ao apelo do Lula para abandonar o projeto de ser o Governador do Estado. Muitos de nós temos boas ferramentas às mãos - somos bons de blog, bons de discurso, porém, não transformamos essas potencialidades em votos. E olha que dentro do PT tinha voto em profusão (mais de 1.800 votantes), e apenas 691 compareceram para votar.

Se o modelo atual de escolha dentro do Partido não é o ideal - o das garrafinhas, para mudá-lo teremos que estar à frente ou presentes nas decisões. Mesmo como minoria, enquanto ficarmos filiados ao partido, é necessário que estejamos presentes aos debates para cobrarmos alguma coisa diferente daqueles que tomaram para si a condução do Partido. Acho que o momento é para que deixemos de lado as fissuras, que porventura tenham sido produzidas no processo eleitoral e caminharmos todos, sem estrelismos, minoria e maioria em direção ao um grande projeto alternativo para a cidade de Campos dos Goytacazes.

Como o Roberto observou em seu blog, é necessário assumir algum risco e o nosso grupo assumiu esse risco no segundo turno. Os bonos e os ônus talvez justifiquem não termos nos insurgido contra a orientação da nossa Mensagem ao Partido, quando também nós antevíamos a possibilidade desse enquadramento também acontecer em relação ao Projeto Lindberg Governador, em nome de um projeto maior que é a eleição da Dilma Presidente.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

NOVO BLOG DA CIDA DIOGO


Com nova formatação acaba de ser lançado o blog da Deputada Cida Diogo

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

RESPONDENDO A UM ANÕNIMO

Anônimo disse...
Parabéns companheiro Félix, a sua opção pela candidatura do Cabral venceu. Infelizmente, mais uma vez perde o PT, seja em representatividade, seja em oportunidade de reatar esta uniaão partidária, a tanto falida. Não adianta usarem da hipocrisia que estão com L. Sérgio, mas defendem a candidatura própria, que os filiados e militantes não "são crianças" que possam ser manobrados por tão simplórias palavras. Fiquem um pouco mais para ver a bancarrota do partido. Parabéns!!
9 de dezembro de 2009 03:08
felixmanhaes disse...
Caro anônimo, entendo o seu desapontamento. No entanto, quero argumentar. A opção por candidatura própria não vai acontecer agora. Será em fevereiro de 2010, através de umencontro estadual do Partido, cujos delegados, através do PED (eleições internas), já estão escolhidos. Naquela ocasião é que definitivamente será escolhida a candidatura própria ou aliança. Por enquanto, até a candidatura do Lindberg (e isso ele mesmo deixou a dúvida quando anunciou que se o Lula solicitasse a retirada do seu nome, ele o faria em nome de alianças que garantissem a sucessão do Governo Lula)não está de todo garantida. Além disso, ela só aconteceria se nas pesquisas ele aparecesse com dois dígitos. A nossa opção por Luis Sérgio, ela se deu não por uma questão de juizo de valor e sim por uma orientação da nossa tendência "Mensagem ao Partido", com a qual produzimos alguns compromissos/projetos. Quanto à situação do Partido, ninguém mais do que eu é favorável a uma candidatura própria, que fortalece o partido, robustece a Assembléia Legislativa e é a grande possibilidade de mais companheiros se tornarem legisladores em Brasilia. E isso, meu caro anônimo, deixa chegar fevereiro. Aí sim a decisão vai ser pra valer.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

LUIS SERGIO É O NOVO PRESIDENTE DO PT-RJ


Com 51,94% (14.625 votos) contra 48,06% (13.530 votos) Luis Sérgio é o novo Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores. A posse do novo Presidente acontecerá no dia 10 de fevereiro, ocasião em que o PT completará os seus 30 anos.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

MAIS RESULTADOS DO 2° TURNO DO PT

Os filiados de, aproximadamente, 75 municípios do estado foram às urnas ontem (06), declarar de forma democrática a escolha para a presidência estadual do PT-RJ. Com quase 100% das urnas apuradas, o deputado federal Luiz Sérgio aparece com 51,82% (14.531 votos), contra 48,18% (13.511 votos) de Lourival Casula. Os votos brancos somam 503; nulos 212 e o total de votos válidos soma 28.042.

sábado, 5 de dezembro de 2009

LUIZ SERGIO GANHA 2° TURNO DAS ELEIÇÕES DO PT EM CAMPOS


O Deputado Federal Luiz Sergio ganhou o segundo turno das eleições do Partido dos Trabalhadores, realizadas ontem em Campos. Com 246 votos, ele venceu Lourival Casula que obteve 222 votos. A apuração dos votos acontece em todo o Estado do e só deve ser concluida no dia de amanhã. Aqui em Campos, Luiz Sérgio recebeu o apoio da Vereadora Odisseia e do grupo de Félix Manhães.

LUIZ SERGIO GANHA 2° TURNO EM CAMPOS


Com 246 votos, o Deputado Federal Luiz Sergio venceu o segundo turno das eleições para presidente do Partido dos Trabalhadores em Campos. Em segundo lugar, com 222 votos, ficou Lourival Casula. Neste segundo turno, o Luiz Sergio contou com o apoio do grupo da vereadora Odisséia e do Félix Manhães. A apuração do resultado continua em todos os munícípios do Estado do Rio, onde tem Diretórios. A expectativa é de que o resultado final só seja conhecido no dia de amanhã.

DUTRA, O NOVO PRESIDENTE NACIONAL DO PT

Comparecendo às urnas no dia 22 de novembro, 518.912 petistas escolheram o novo Presidente do PT Nacional. José Eduardo Dutra, com 57,9% dos votos válidos. Em segundo lugar, ficou o candidato da Mensagem ao Partido, José Eduardo Cardozo. Também foi definida a distribuição de vagas nas instâncias nacionais do partido, de acordo com as porcentagens obtidas pelas chapas na eleição, bem como a composição de delegados para o IV Congresso Nacional do PT, que acontece em fevereiro do ano que vem.José Eduardo Dutra - 274.419 votos (57,9%)José Eduardo Cardozo - 81.372 votos (17,2%)Geraldo Magela - 58.919 votos (12,4%)Iriny Lopes - 50.759 votos (10,7%)Markus Sokol - 4.965 votos (1%)Serge Goulart - 3.241 votos (0,7%)Brancos e nulos - 44.517 votos

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

DOMINGO PT DEFINE CANDIDATURA PRÓPRIA OU ALIANÇA COM CABRAL






Presidente Estadual Votos Percentual


Taffarel 982 2,75%
Waldeck Carneiro 3.303 9,26%
Lourival Casula 9.024 25,30%
Bismarck Alcântara 8.167 22,90%
Luiz Sérgio 14.191 39,79%

Válidos 35.667 100,00%

Brancos 2.337

Nulos 473

Como se pode ver nos números acima, no próximo dia 6/12, domingo, quando será escolhido o novo Presidente Estadual do PT, a chapa estadual "Mensagem ao Partido", com os seus 3.303 votos, será o fiel da balança. Certamente que esse resultado implicará fortemente na decisão quanto ao Partido se vai fazer aliança com Cabral ou a candidatura própria, através do Lindberg Faria. Também em Campos, como em todo o Estado do Rio, os filiados voltarão as urnas para decidir quem vai comandar o Partido para o próximo triênio.










PT TEM DÚVIDAS NA DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS NA EXECUTIVA


Após a eleição do último domingo, dia 22 de novembro, a distribuição de vagas na Executiva do Partido dos Trabalhadores, surgiu uma dúvida quanto ao seu preenchimento pelas chapas que disputaram. O companheiro Fábio, em seu blog, anuncia que uma das vagas é da sua chapa. Acabo de receber um comentário de um anônimo, que parece uma pessoa a princípio com conhecimentos jurídicos e com a compreensão das regras do Estatuto e do regulamento do Partido, que tem uma argumentação contrária. Com esse impasse, a questão será definida pela Regional.

A seguir, o comentário: "Anônimo disse...
Caro Companheiro Félix,O regulamento do PED 2009 diz: Art. 42: No cálculo de distribuição dos lugares nos órgãos, instâncias de direção edelegações, as sobras serão preenchidas por ordem de maior fração das chapas.Ora, caro companheiro, somente pode haver sobra de um inteiro. Não há "como algo sobrar" se não existe a base de onde defluirá!Como a chapa do companheiro Fábio sequer consegue alcançar o inteiro suficiente para ter uma vaga e pleiteia a "sobra" confrontando-se com as chapas que democraticamente obtiveram mais votos (a chapa do finado Renato Barbosa alcançou mais de três vezes o número votos de sua chapa). Considerando a ótica do companheiro citado, bastava uma chapa com mais votos, como a da Odisséia ou do finado Renato Barbosa dividir-se em duas e teria mais vagas. Por certo, com todo respeito, não há lógica nesta opinião do Companheiro Fábio. O D.R, por certo, vai vaticinar o entendimento mais correto e que interpreta o regulamento do PED/2009 em conformidade com a distributividade legal e com o anseio democrático dos filiados que votaram.Um abraço ao companheiro,Saudações Petistas!
1 de Dezembro de 2009 02:59

Seguidores

Loading...