domingo, 6 de julho de 2008

PORTA DE ENTRADA


O Partido dos Trabalhadores que conhecemos e nos empolgamos em nos filiar está por demais transfigurado. Estamos convivendo com companheiros "ansiosos" que não medem os meios para justificar os fins. É quase como um vale tudo em busca do poder, para depois não saber o que fazer com ele, tamanho o comprometimento, o envolvimento, a cumplicidade e o adesismo ao lado podre da política. Talvez, companheiro, essa eleição seja o momento para a reflexão e do retorno daqueles valorosos companheiros que estão afastados para o convívio interno da disputa e do resgate deste Partido que já foi importante no papel salutar de produzir políticos e políticas comprometidas com a sociedade. Continuo com a proposição que é de dentro que podemos mudar. Como uma célula virótica eu quero continuar a sinalizar esta porta de entrada neste organismo que já foi sadio e não deixar que ele se transforme de vez em legenda de aluguel para alguns.

Seguidores

Loading...