quarta-feira, 30 de abril de 2008

PT NÃO ACEITA RETORNAR AO GOVERNO MOCAIBER


Em reunião encerrada em torno de 22.30 horas, com o Prefeito Alexandre Mocaiber e a convite dele, a Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores, comunicou o que já havia sido decidido na última reunião do Diretório Municipal - O PT não vai ocupar os cargos na Administração Municipal. Presente ao encontro, estava o Dr. Mackoul.

4 comentários:

Anônimo disse...

Felix Manhães

Porque depois do anuncio da saída do PT, do governo Mocaiber, o movimento pela Terceira via saiu de pauta?
Deixou de interessar aos blogueiros petistas? Ou eles preferem os embates intermináveis, entre quatro paredes, entre as cúpulas de grupelhos com quase nenhuma ou nenhuma representatividade na sociedade.
Se acham que vão trazer, depois dessas reuniões intermináveis, o ungido pelos conchavos e o apresentar a sociedade como o candidato a prefeito da terceira via, correm o risco de dar com os burros n’água. O povo não é bobo, principalmente, aqueles que estão defendendo uma terceira via para Campos, que é um pessoal, com maior nível de conscientização política.
Não se deve cometer o erro de alijar a sociedade da discussão, isso certamente levará a mais um fracasso eleitoral.
Essa opção para ser viável não deve ser escolhida da forma tradicional, por alguns iluminados. Essa indicação tem que sair do seio do movimento. Não estou alijando o partido, mas tem que ser o partido e a sociedade em comum acordo.
Proponho que essa discussão de nomes seja feita de forma mais democrática possível, com a participação de todos.
E por que não chamar o PSDB para participar dessa discussão?
Um abraço

blog do beto disse...

Félix, meu leal amigo. Gostaria de saber qual o posicionamento do PT municipal e estadual com referência à posição do LULA em fomentar à tropa de choque para derrubar Á PEC que trata dos reajustes dos aposentados e pensionistas.PECdo SENADOR PAULO PAIM-PT-RS. Se for derrubada nós aposentados até o final do governo estarems ganhando perto do SM. abraços em toda à família.DEGAS

felixmanhaes disse...

Meu fraterno amigo anônimo, a minha posição ela é conhecida de há muito tempo. Sempre estive pronto para os debates, seja em que ambiente for. Estive e estou junto aos bloguistas que promovem o "Chega de Palhaçada". No entanto, percebi que ao sugerir a inclusão do item Partido Político nas discussões, visto que qualquer projeto só se materializa através deles, o movimento descambou para as críticas e considerações unicamente ao PT, como se essa sigla fosse a responsável pelas mazelas do mundo. Além disso, sugerir que fosse feito um novo Manifesto em frente a Câmara Municipal, visto que os vereadores são os grandes responsáveis por tudo o que está acontecendo com a política de Campos e até conclamei que os estudantes, aqueles que não estivessem a serviço dos 3 grupos que estão no poder há 20 anos, fossem chamados para dar densidade ao movimento. Aí, não encontrei nenhuma ressonância. Então, recolhi os meus argumentos e continuo trabalhando em outros ambientes contra essa política equivocada que prevalece na cidade, inclusive internamente no PT. Quanto ao mais, sou favorável a mudança, ao surgimento de um nome que possa representar e catalizar essa insatisfação da população. Continuo pensando da mesma forma. Se voce quer mudar alguma coisa tem que estar dentro. De fora, ninguém te ouve. Estou aguardando novos passos, só que parace que o movimento esfriou. Um abraço fraterno, anônimo.

felixmanhaes disse...

Meu caro e amigo Degas, dentro do PT eu sou conhecido como aquele companheiro chato, que sempre está criticando alguma coisa. Em qualquer ambiente interno do Partido, seja no Diretório Municipal, na Estadual ou na presença de membros da Nacional, tenho a compreensão de que tenho a obrigação e o direito de divergisar em assuntos diversos, não entendendo que tenha que me calar por ser membro do Partido. Não é só a questão da PEC do valoroso companheiro Paulo Paim, que também comungo do mesmo pensamento que o seu. Estão limitando por baixo. Se continuarem assim, logo todos receberemos o salário mínimo e a quantidade de insatisfeitos será muito maior. Outra questão que sempre debato e critico dentro da sigla é a questão do Sistema Financeiro, que sempre criticamos e ao chegarmos ao Poder, pouco mudamos, a não ser o barateamento do crédito, através dos empréstimos consignados em folha. Se não, vejamos. Temos 3 bancos sob a coordenação da Governo Federal. Além do Banco Central, que normatiza o sistema, temos o Banco do Brasil e a CEF. Só no aspecto das tafifas, já poderíamos ter feito a intervenção, trazendo as nossas tarifas para preços medianos. No nosso entender, regularia o sistema e ganharíamos no atacado, visto que muitos correntistas migrariam para a CEF e o BB. Quanto aos parlamentares do Partido, eles tem a obrigação da fidelidade do voto. Mas isso, não impede que de baixo para cima, dentro das instâncias partidárias, façamos as críticas construtivas necessárias. Até porque, no aspecto da produção das leis, que é a nossa maior missão e de todos os parlamentares de outros partidos, pouco se fez, nesse sentido, não colocando fim em certas aberrações jurídicas, como fôro privilegiado, prisão especial, que só protegem quem tem grana. Quem é fuzileque, o bom advogado é artigo de luxo e só lhe resta a porrada e a casa de custódia. Quanto ao mais, meu caro e leal amigo, continuamos fazendo política e aporrinhando os demais no sentido de que tenhamos políticos com um melhor nível de qualidade. Um abraço, volte sempre. Observação, tentei acessar ao seu blog. No entanto, não consegui.

Seguidores

Loading...