sábado, 12 de abril de 2008

De volta

Uma saudação afetuosa a alguns poucos, porém importantes visitantes deste pedaço de mídia. Estivemos fora do ar por um bom tempo. Hibernados, ficamos a observar os acontecimentos seja na grande imprensa, como também em diversos blogs como o do Ricardo André, do Márcio, Fábio Siqueira, Roberto Moraes.
Em dezembro participamos de uma eleição interna dentro do PT. A disputa foi muito mais para se estabelecer o debate político do que simplesmente chegar ao comando do Partido. Foi uma ótima experiência. Ao mesmo tempo empolgante e decepcionante. O fascínio que o poder, mesmo que em escala menor, exerce sobre as pessoas é impressionante. Aí você observa o permissionismo,o achismo, o relativismo e a decepção com as pessoas.
Nosso grupo recebeu o apoio importante de figuras políticas como Godofredo Pinto, Cida Diogo, Luciano Dangelo, Roberto Moraes, Fábio Siqueira, Robson Siqueira, Guilherme Pacheco e a sua juventude, o núcleo de Goitacazes do Isaias Pacheco.
Enfim vários companheiros que sinalizaram com a esperança de fazer a mudança de rumo necessária dentro do PT. Não foi possível, no entanto, o resultado foi ótimo. Sem máquina e sem recursos, hoje ocupamos onze cadeiras no Diretório Municipal, incluindo duas na Executiva. Somos a maior bancada e uma oposição atuante e responsável.
Vencidos naquela disputa interna, onde alertávamos quanto ao equívoco da celebração de uma aliança com um governo sob suspeitas levantadas pelo Ministério Público e pela Polícia Federal, estamos vendo hoje tudo se confirmando através da Operação Telhado de Vidro e nós do Partido em uma situação incômoda de ter entrado no governo Municipal na hora errada e saído também na hora errada.
Mas em política tudo é muito dinâmico. O cenário muda a cada instante. O que não pode mudar são as pessaos que devem manter, no mínimo, a sua coerência.

Nenhum comentário:

Seguidores

Loading...