quarta-feira, 19 de agosto de 2009

O PT E O SEU LÍDER DA BANCADA


O Partido dos Trabalhadores, mesmo contra gosto de aguns petistas insatisfeitos, é na verdade o líder da bancada petista e isso, apesar de termos a clareza que hoje poderíamos ter mais que um nessa. E, como tal, precisa que todas as lideranças vençam algumas possíveis divergências e contribuam para que o Renato Barbosa faça uma oposição responsável, propositiva e que se coloque ao lado da população, desempenhando o seu legítimo papel de legislador e fiscal do Executivo. Há toda uma variedade de pendências históricas na cidade e o Partido dos Trabalhadores, via seu vereador, tem um compromisso de trabalhar no sentido resolvê-las. A hora é para resolver através do debate interno, possíveis divergências, deixando à mostra apenas o melhor que o partido pode produzir para a cidade. Vamos em frente, Renato, o PT é um pouco diferente e você logo vai perceber isso e assim vai produzir muito mais. Apesar das divergências pontuais claramente definidas entre nós, confiamos no seu trabalho de vereador e os resultados logo aparecerão.

18 comentários:

Anônimo disse...

esse PT é mesmo complicado.

Xacal disse...

líder da (m)ancada...????

Anônimo disse...

Para o Xacal o que não é espelho, é feio. Deveria experimentar, antes de dormir, de preferência sem alucinógenos, deixar falar a sua auto-crítica e a velha amiga consciência.

Lacax

Xacal disse...

para a informação do comentarista, que assina como oposto, minha consciência e auto-crítica gritam...

mas veja que há alucinógenos bem mais poderosos que esses que você se refere...

o poder a qualquer custo, a ignomímia, os acordos por debaixo dos panos, as rasteiras de última hora, etc, etc...

essas sim, meu caro, amordaçam e sufocam até a morte qualquer consciência e auto-crítica...

agora, se tanto te interessa o que faço antes de dormir, mande meu e-mail para sua patroa, quem sabe ela aplaca minha insônia...???

Anônimo disse...

Renato Barbosa é o melhor vereador de Campos. Ele é honesto e competente. Mais importante ainda é que ele não é nem do lado de Arnaldo e nem do lado de Garotinho.

Anônimo disse...

Votei em Renato Barbosa porque acredito em uma cidade moralizada. Acho que o PT fez muito bem em trazer Renato para o partido

Anônimo disse...

O Vereador Renato Barbosa, apesar de ser um dos melhores do quadro atual de vereadores, parece que não agrada muito a velha guarda do PT. Essa turma é mesmo do cacete, ficam à distância só criticando e só se aproximam quando vislumbram uma possibilidade pessoal....

Carlos Augusto Torres

Xacal disse...

quáuquáquáquá...diante desses "argumentos" não há debate possível...quáquáquáquá...

Anônimo disse...

Caro Félix Manhães,
Na última eleição para vereador, votei em Renato Barbosa e fiquei muito satisfeito com a sua filiação ao PT, inclusive isso foi mais um motivo para o meu voto, pois, tenho profunda simpatia pelo Partido dos Trabalhadores. Acredito, sinceramente, no trabalho do Renato Barbosa, e mais, tenho muita esperança de que ele se transforme em uma via concreta, com potencial de votos suficientes, para tirar da Prefeitura os grupos de Garotinho e Arnaldo, instalando, com todas as correntes do partido, um governo verdadeiramente popular.
Ocorre que alguns petistas estão fazendo críticas ao vereador, que no meu ponto de vista, apesar de serem perfeitamente legítimas e necessárias, até para o próprio crescimento do mandato, faz-se de um local que não é o mais correto. Escancara ao público, uma discussão que deveria ser interna, o que causa feridas e sangrias, que talvez sejam difíceis serem cicatrizadas, e o que pode consequentemente, invibializar a chegada do PT.
O debate e discussão são sempre necessários, e repito, faz crescer de forma propositiva o próprio mandato, no entanto, o local onde determinados debates são feitos que é o problema, pois traz grande desgaste, para o vereador e o partido.
Intensificar o debate, gritar, xingar... Tudo é válido quando se busca a nossa finalidade, que é a formulação de políticas públicas que serão apresentadas à sociedade, entretanto, alguns pontos devem ser discutidos em casa, com todos, do partido, e com as portas fechadas... Afinal, queremos ou não chegar ao poder? Evitamos com isso também, dar mais munição aos adversários, que já contam com grande poder de fogo, pois como todos sabemos, os dois grandes grupos de mídia da cidade, são controlados por Garotinho e Arnaldo.
Ao contrário dos dois grupos que polarizam a disputa em Campos, não vamos esconder nada de ninguém para alcaçar nossa vitória. Jamais vamos perder a ternura, mas nosso o objetivo deve ser calculado de forma estratégica e pragmática...
Abraço
Paulo Sérgio

Anônimo disse...

O PT de campos tem muitas pessoas boas, pessoas que poderia fazer muita coisa por campos. Como é o caso de professora Odisséia, Renato Barbosa, Roberto Moraes, Adão Faria, Professor Luciano Dangelo, Érick Shunck, tinha Antônio Carlos Rangel que sumiu, e você mesmo Félix, que sempre defendeu os trabalhadores, mas vocês vivem brigando um com o outro, quase nunca se entendem. Isso pega mal pra caramba. Eu sempre voto no PT, mas até quando eu vou pedir voto, as pessoas falam que o partido briga muito.

felixmanhaes disse...

Ao anônimo, das 17:44: no PT é assim mesmo, ninguém consegue impor nada à força, Aquilo que para você parece briga, é debate, é discussão. Diferente de outros partidos, a maioria das questões quando não há acordo, elas vão para o voto. Concordo com você, há a necessidade de um nome que congregue essas lideranças que você citou, não só as que vivem o dia a dia do Partido, mas as que estão afastadas. As eleições internas de novembro, são uma excelente ocasião para isso. É necessário que as pessoas pensem alto, pensem no Partido e no que o Partido, através das suas ações possa interagir com a sociedade.

Xacal disse...

nesse país, tudo se fez com "consenso", na base do escamoteamento dos conflitos...

assim Gylberto Freire denunciava em Casa Grande e Senzala, o clássico que lança a antropologia brasileira no século das luzes, como nosso racismo foi varrido para baixo do tapete, e dos lençóis "miscigenadores"...

nosso "mito da democracia racial", que odeia a "briga", e nega aos negros sua luta por direitos, e torce, até hoje, o nariz para políticas afirmativas compensatórias após séculos de exclusão e mortes...querem tirar os negros das "senzala" e colocá-los nos bancos das Universidades...isso é um absurdo...é protecionismo...

e assim a nave vai...sem conflitos, sem brigas...

proclame-se a República, mas sem povo...sem conflito...
faça a Revolução, mas antes que o povo a faça...sem conflito...

e coloquemos os conflitos, os berros, os gritos de horror nas masmorras da tortura e da censura, tudo longe dos ouvidos sensíveis, que estão ocupados com os editoriais do JN, lidos pelo afável William Bonner...

quem coloca a discussão, meus caros, longe do PT, não somos nós, é o próprio vereador, quando não se porta como petista e se nega a fazer política para além dos seus limites de sua "vidinha privada e bem-comportada"....

lembrem-se: entre a intenção e o gesto há sempre um enorme abismo...

quem vai construir as pontes...???

o pt é o que é pelos seus conflitos...logo agora que pareceu abandoná-los é que se parece mais com pmdb e outras excrescências...

esse é o ambiente onde renatos barbosas nadam de braçada...sem conflito, pois telhados de vidros são sensíveis...

Anônimo disse...

O PT de Campos, se estiver organizado e unido com todas as suas lideranças, pode sem dúvidas, liderar uma alternativa de poder longe e independente dos casais Garotinho e Rosinha, e Arnaldo e Mocaiber.
O PT, se liderado por Renato Barbosa, Luciano D'angelo, Odisséia e Roberto Moraes, se aliasse à lideranças de outros partidos, como Andral Tavares, Sérgio Diniz, Graciete Santana e Professora Odete, com certeza poderia bater de frente com os casais citados acima. Aí sim, teríamos uma terceira via que valesse a pena e tivesse condições de vencer.

felixmanhaes disse...

O PT está em uma fase que requer novas experiências. Algumas lideranças que aí estão, chegaram à frente da fila, usando dos mecanismos internos de poder com seus aglomerados de votos simplesmente estocados com o "convencimento" ou com a alienação política. É necessário que novas cabeças assumam a frente dessa fila, com a visão do ouvir a todos, sem medo de sombra ou oposição. Se as regras do jogo forem claras, oportunizando a todos as mesmas chances, vai vencer a melhor proposta e premiar quem melhor souber convencer, melhor articular, O importante é que isso resulte no resgate da função principal de um partido político, como o Partido dos Trabalhadores, que é interferir no processo administrativo da sua cidade.
e a preocupação é estamos ficando extremamente parecidos com outros partidos. Não vamos desanimar, é hora de abrir mão, compor, chegar para perto, convencer, jamais desanimar. Se não, é melhor voltar para casa, guardar as armas no armário e esperar que o inimigo venhar sentar-se a nossa mesa, entrando pela porta da frente como se sua fosse a nossa casa.

Anônimo disse...

com Renato Barbosa o pt tem grandes chances de puxar uma terceira via.

Xacal disse...

só se for para puxar para baixo do telhado de vidro...

Anônimo disse...

É fixação!?

Xacal disse...

não, é só diversão mesmo...

Seguidores

Loading...